Trampolim de Afetos

Por ter vivido momentos-limite de tanta intensidade, esse homem, personagem, ser, segue caminhando, não se consome; e por mais que caminhe, olhe, viva, sofra, é um homem comum. Afinal, tudo é tão simples… Marcus Vinícius, Buenos Aires, janeiro de 2012 Abrir o baú de um amigo é mexer com as memórias, as histórias e os afetos. É o mesmo processo da Caixa de Pandora, mas no … Continuar lendo Trampolim de Afetos